Lula planeja Haddad e aliança com PSB para 2018


Por se tratar de um processo mais político que jurídico, o caso triplex não deve absolver Lula na segunda instância e, por isso, o ex-presidente já teria dito a pessoas próximas, enquanto promove a Caravana no Nordeste, que a candidatura de Fernando Haddad é o plano B do PT. Sabendo das dificuldades, a expectativa, inclusive, é mais “construir” 2022 do que “sonhar” com 2018. É o que diz a Folha de S. Paulo desta terça (29).

Segundo o jornal, ” em reuniões recentes durante a caravana nordestina, Lula deixou claro a interlocutores que considera que terá sua condenação por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá confirmada em segunda instância antes do começo da campanha eleitoral.”

“Mesmo que Lula seja absolvido e possa concorrer, há em setores do PT a avaliação de que o jogo é mais favorável para a centro-direita, apesar do desgaste da agenda associada à gestão Michel Temer”, acrescentou.


Haddad teria os 30% que Lula pontua em pesquisas como um teto e poderia “tentar partir daí para buscar votos num espectro centrista”.

Para ajudar, Lula estaria puxando para o PT o que “sobrar da implosão do PSB”. “É uma operação complexa, que foi discutida durante jantar que reuniu Lula, o governador Paulo Câmara (PSB-PE), um antigo desafeto do petista, e a viúva de Eduardo Campos, Renata, na quinta (24), no Recife.”

Ao PSB seria oferecida a vaga de vice de Haddad e apoio à candidatura de Márcio França (PSB) ao governo de São Paulo em 2018. “A questão é que ele é visto como muito próximo de Alckmin, o que dificultaria uma aliança nacional com o PT contra o padrinho, caso seja mesmo o presidenciável.”

Além disso, os petistas “trabalham com a hipótese de a pré-candidatura de Ciro Gomes desidratar, levando o PDT para a esfera lulista por gravidade. Ciro sonha em ter Haddad como vice, mas no PT poucos confiam no ex-governador, visto como mercurial, para ficar em termos elegantes.”

O jornal ainda finalizou apontando que Lula manterá a candidatura virtual porque ela serve à sua defesa na Lava Jato. “A esperança no PT é a de que a pena seja reduzida, evitando a prisão ainda que o inabilite.”


2 comentários em “Lula planeja Haddad e aliança com PSB para 2018

  • agosto 31, 2017 em 1:34 pm
    Permalink

    Nós, apoiadores do Lula, temos o propósito de apoiarmos o candidato que o Lula indicar. afora isso, queremos que se candidatem a todos os cargos em todas as cidades do Brasil, para que o futuro presidente, tenha condições de governar sem precisar de fazer, tantas coligações.
    Vamos continuar lutando pela absorvição do Lula na segunda instancia.

    Resposta
  • Pingback: Título do site

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *